Esquire Theme by Matthew Buchanan
Social icons by Tim van Damme

30

Aug

Pra ouvir antes que o mundo acabe!

Recentemente abri a caixa de pandora e o que encontrei lá? Um mundo musical que eu desconhecia, e o que aconteceu? Eu fiquei deslumbrada com o antigo que se tornou novo, pelo menos para mim.
Eu poderia começar por bandas conhecidas e seus clássicos, mas convenhamos, clássico que é clássico já é de conhecimento da grande maioria, por isso vou começar pelo “desconhecido”.
Alguém já ouviu falar de Carole King? Eu não tinha, pelo menos até a semana passada, já conhecia a música It’s too late de trilha sonora de filmes, como A Casa do Lago, só isso, e por obra do mero destino ouvi o álbum dela intitulado Tempestry e amei.
Alguns vão dizer que é música de mulherzinha, pode até ser, mas a musicalidade e a voz de Carole isso ninguém pode negar que não seja um calmante natural, capaz de te fazer ouvir o álbum do começo ao fim por várias vezes seguidas, coisa que só faço quando gosto mesmo, por exemplo, estou em uma fase setentista e ouvindo muito Doors, L.A. Woman é meu favorito, porém confesso que pulo algumas faixas, afinal quem nunca fez isso?
Já com o Tempestry, eu não o fiz, gostei de todas as faixas, é um disco redondinho sem tirar nem por, desde as mais românticas como, Far Way, Home Again e Way Over Yonder, as mais conhecidas, como a própria It’s Too Late, Will You Love me Tomorrow, que foi regravada por Amy Winewhouse e lançado em seu último cd, Where You Lead música de abertura da série americana Gilmore Girls e um belo cover de (You make me fell like) A Natural Woman de Aretha Franklin, que na versão de Carole ganhou uma simplicidade capaz de seduzir até o coração mais durão de todos, carregando apenas sua doce voz e o piano e que fecha o álbum em grande estilo.
E não acaba por aqui, também tem aquelas músicas que trazem aquela paz e aquele sorriso bobo pela manhã, mesmo que em uma manhã nublada, coisa que acontece comigo quando ouço uma música que gosto e Beautiful fez isso comigo assim como a dançante I Feel the Earth Move.
Por isso não chegue ao dia 21/12/2012 sem ouvir Tempestry de Carole King, prometo que a satisfação será garantida.

Pra ouvir antes que o mundo acabe!



Recentemente abri a caixa de pandora e o que encontrei lá? Um mundo musical que eu desconhecia, e o que aconteceu? Eu fiquei deslumbrada com o antigo que se tornou novo, pelo menos para mim.

Eu poderia começar por bandas conhecidas e seus clássicos, mas convenhamos, clássico que é clássico já é de conhecimento da grande maioria, por isso vou começar pelo “desconhecido”.

Alguém já ouviu falar de Carole King? Eu não tinha, pelo menos até a semana passada, já conhecia a música It’s too late de trilha sonora de filmes, como A Casa do Lago, só isso, e por obra do mero destino ouvi o álbum dela intitulado Tempestry e amei.

Alguns vão dizer que é música de mulherzinha, pode até ser, mas a musicalidade e a voz de Carole isso ninguém pode negar que não seja um calmante natural, capaz de te fazer ouvir o álbum do começo ao fim por várias vezes seguidas, coisa que só faço quando gosto mesmo, por exemplo, estou em uma fase setentista e ouvindo muito Doors, L.A. Woman é meu favorito, porém confesso que pulo algumas faixas, afinal quem nunca fez isso?

Já com o Tempestry, eu não o fiz, gostei de todas as faixas, é um disco redondinho sem tirar nem por, desde as mais românticas como, Far Way, Home Again e Way Over Yonder, as mais conhecidas, como a própria It’s Too Late, Will You Love me Tomorrow, que foi regravada por Amy Winewhouse e lançado em seu último cd, Where You Lead música de abertura da série americana Gilmore Girls e um belo cover de (You make me fell like) A Natural Woman de Aretha Franklin, que na versão de Carole ganhou uma simplicidade capaz de seduzir até o coração mais durão de todos, carregando apenas sua doce voz e o piano e que fecha o álbum em grande estilo.

E não acaba por aqui, também tem aquelas músicas que trazem aquela paz e aquele sorriso bobo pela manhã, mesmo que em uma manhã nublada, coisa que acontece comigo quando ouço uma música que gosto e Beautiful fez isso comigo assim como a dançante I Feel the Earth Move.

Por isso não chegue ao dia 21/12/2012 sem ouvir Tempestry de Carole King, prometo que a satisfação será garantida.

29

Aug

Te dedico!

Te dedico!

23

Aug

Quero meu amor de verão no inverno.

Quero o abraço apertado do reencontro.

Quero nossa 1° dança com a mais perfeita canção.

Quero o 1° beijo, como se fosse o último.

Quero o sorriso que iluminou meu coração.

Em todas as estações, quero meu amor de verão.

…vejo aquele boy lindo na rua que você sabe que nunca mais vai ver na vida.

22

Aug

A extinção dos Ruivos.
Dizem que antes de 2060 a população ruiva já estará extinta, mas não é bem assim não.
Segundo dados científicos a ruivisse é uma mutação genética hereditária, ou seja, se seu pai, mãe, ou avós são ruivos, seus filhos tem chances de nascer com o rostinho pintadinho e o cebelinho cor de laranja.
Sendo assim, para a minha felicidade, eu tenho chance de ter um bebezinho abobora.
Não, eu não estou grávida e nem pretendo estar nem tão cedo rs… vou explicar melhor, sou filha de uma legitima ruiva, com direito a sardinhas e cabelo cor de laranja e apelidos maldosos, que com o passar do tempo se cansou de sofrer bullying na escola, que naquela épóca nem existia essa coisa de bullying mas enfim, e mudou a cor de seus lindos cabelos.
Quando minha mãe me conta isso, vem á tona a minha frustração de não ter herdado sua ruivisse, na verdade herdei algumas sardinhas, mas só, nada de cabelo cor de abobora ou algo parecido.
Bebês são fofos e lindos de um modo geral, mas o “bebê ruivo” é muito mais fofo, lindo e colorido, e desde que eu me entendo por gente, como dizem por aí, se um dia a vontade de ser mãe desabrochar na minha pessoa, eu quero ser mãe de um bebê ruivinho.Por isso, enquanto a genética for ao meu favor e a família Real tem um pródigo principe ruivo solteiro, manterei minhas esperanças de ter um bebezinho abobora rs…

A extinção dos Ruivos.

Dizem que antes de 2060 a população ruiva já estará extinta, mas não é bem assim não.

Segundo dados científicos a ruivisse é uma mutação genética hereditária, ou seja, se seu pai, mãe, ou avós são ruivos, seus filhos tem chances de nascer com o rostinho pintadinho e o cebelinho cor de laranja.

Sendo assim, para a minha felicidade, eu tenho chance de ter um bebezinho abobora.

Não, eu não estou grávida e nem pretendo estar nem tão cedo rs… vou explicar melhor, sou filha de uma legitima ruiva, com direito a sardinhas e cabelo cor de laranja e apelidos maldosos, que com o passar do tempo se cansou de sofrer bullying na escola, que naquela épóca nem existia essa coisa de bullying mas enfim, e mudou a cor de seus lindos cabelos.

Quando minha mãe me conta isso, vem á tona a minha frustração de não ter herdado sua ruivisse, na verdade herdei algumas sardinhas, mas só, nada de cabelo cor de abobora ou algo parecido.

Bebês são fofos e lindos de um modo geral, mas o “bebê ruivo” é muito mais fofo, lindo e colorido, e desde que eu me entendo por gente, como dizem por aí, se um dia a vontade de ser mãe desabrochar na minha pessoa, eu quero ser mãe de um bebê ruivinho.
Por isso, enquanto a genética for ao meu favor e a família Real tem um pródigo principe ruivo solteiro, manterei minhas esperanças de ter um bebezinho abobora rs…

20

Aug

O que é a amizade?

Eu te respondo, a amizade é feita de atos sem esperar nada em troca, risadas das coisas mais bobas possíveis, palavras doces e abraços apertados quando necessário, saber ouvir quando preciso, dividir as experiências mais loucas sem vergonha do ridículo, é lembrar mesmo quando se está longe, entre outras muitas cositas mas.

Quem tem uma amizade verdadeira tem sorte, cultive-a como a mais bela delicada flor, porque quando ela desabrochar, certeza que não se arrependerás do árduo cuidado para mante-la viva.

Post dedicado ao meu Cabelo bom!

(Source: intercamlondon)

17

Aug

Todo dia agora é dia de alguma coisa, e hoje é dia do amor.

Ahhhhh… o amor! Quem nunca amou que atire a primeira pedra, se for atirar, espera ai que logo logo amarás, e saberá o quão divino é esse sentimento, ou não.

Coincidência ou não, hoje o meu primeiro grande amor depois de longos anos, veio papear comigo, por isso deixarei a nossa canção, como trilha desse dia tão amoroso rs…

16

Aug

Hoje, 16 de agosto de 2012, completa-se os 35 anos da morte do Rei, e que Rei diga-se de passagem.
Quem nunca sentiu um friozinho na barriga quando ouviu alguma música do Elvis? Ou teve a vontade de mexer as cadeiras como o mesmo fazia?
As letras de suas músicas, cheias de palavras de amor, arrependimentos, pedidos de desculpas, que muitas vezes retratava sua vida breve, turbulenta, porém suficiente para que suas palavras de amor continuem a ser cantandas por muitos até hoje.
Como dizem, Rei que é Rei nunca perde a magestade, e com Elvis será assim, nunca será superado, nunca deixará de ser amado, nunca será esquecido, e prara sempre será ouvido.
Afinal, Elvis não morreu!

Hoje, 16 de agosto de 2012, completa-se os 35 anos da morte do Rei, e que Rei diga-se de passagem.

Quem nunca sentiu um friozinho na barriga quando ouviu alguma música do Elvis? Ou teve a vontade de mexer as cadeiras como o mesmo fazia?

As letras de suas músicas, cheias de palavras de amor, arrependimentos, pedidos de desculpas, que muitas vezes retratava sua vida breve, turbulenta, porém suficiente para que suas palavras de amor continuem a ser cantandas por muitos até hoje.

Como dizem, Rei que é Rei nunca perde a magestade, e com Elvis será assim, nunca será superado, nunca deixará de ser amado, nunca será esquecido, e prara sempre será ouvido.

Afinal, Elvis não morreu!

15

Aug

O difícil é praticar o mesmo!

O difícil é praticar o mesmo!

07

Aug

Don’t take what I don’t need
(give me back my peace of mind)
Don’t say what I don’t mean
(give me back my precious time)
No way you’ll silence me, you’ll see…